Inicial História Efeitos sobre a saúde Aspectos epidemiológicos Legislação Notícias e Artigos Glossário

Pesquisa

Principais usos e população exposta 

O Brasil está entre os principais consumidores mundiais de agrotóxicos.

Calcula-se que atualmente se use cerca de 1.500 substâncias diferentes com ação praguicida (ingredientes ativos) em todo o mundo. A partir destas, se produzem numerosas misturas (formulações) com outros ingredientes ativos ou com dissolventes, emulsificantes, etc, os quais variam de país para país e, também, de tempos em tempos.

A maior utilização dessas substâncias é na agricultura, especialmente nos sistemas de monocultura, em grandes extensões. São também utilizados em saúde pública, na eliminação e controle de vetores transmissores de enfermidades endêmicas. E ainda, no tratamento de madeira para construção, no armazenamento de grãos e sementes, na produção de flores, para combate a piolho e outros parasitas, na pecuária, etc.

Entre os grupos profissionais que mais têm contato com os agrotóxicos, destacam-se:

Trabalhadores da agropecuária
Trabalhadores de saúde pública
Trabalhadores de firmas desinsetizadoras
Trabalhadores de transporte e comércio
Trabalhadores nas indústrias de formulação e síntese

Dentre os trabalhadores da agropecuária é importante ressaltar aqueles que diluem ou preparam as "caldas", os que aplicam os agrotóxicos, e aqueles que entram nas lavouras após a aplicação dos produtos. Outro grupo sob risco é aquele dos pilotos agrícolas e seus auxiliares.

Além da exposição ocupacional, a contaminação ambiental coloca em risco de intoxicação outros grupos populacionais. Merecem destaque as famílias dos agricultores e a exposição decorrente da utilização de domissanitários. Finalmente, é bom registrar que toda a população tem possibilidade de intoxicar-se, principalmente através da ingestão de alimentos contaminados.

Sintetizando, pode-se dizer que os efeitos dos agrotóxicos sobre a saúde, não dizem respeito apenas aos trabalhadores expostos, mas à população em geral. Como diz Berlinguer, apropriadamente, "a unidade produtiva não afeta apenas ao trabalhador, mas contagia o meio ambiente e repercute sobre o conjunto social".